Nesta quarta-feira (16/10), dia da abertura da 1ª Festa Literária de Maricá, o Cineclube Henfil presenteia o público com uma das obras mais importantes da literatura nacional.

A partir das 19h, o projeto da secretaria municipal de Cultura exibe o filme “Vidas Secas” (1963 – Brasil), uma adaptação do livro de mesmo nome do escritor Graciliano Ramos. A sessão é gratuita e acontece na Casa de Cultura, no Centro. Trinta minutos antes do filme haverá distribuição de senhas. Este mês o Cineclube Henfil homenageia poetas latinos consagrados, como Vinícius de Moraes, Pablo Neruda, Graciliano Ramos, Violeta Parra e Carlos Drummond de Andrade.

Com uma 1h40 de duração e dirigido por Nelson Pereira dos Santos, “Vidas Secas” foi o único filme brasileiro indicado pelo British Film Institute (Instituto Britânico de Cinema) como uma das 360 obras fundamentais em uma cinemateca em todo o mundo. O filme, uma adaptação do romance de Graciliano Ramos escrito em 1938, retrata a vida miserável de uma família (o casal Fabiano e Vitória e os dois filhos, acompanhados da cachorra Baleia) de retirantes do sertão que viajam para fugir da seca.

Tão “seco” e objetivo quanto o livro, o filme narra com poucas falas e em preto & branco a vida de Fabiano e sua família. A obra mostra a desumanização que a seca promove nos personagens, cuja expressão verbal é tão estéril quanto o solo castigado da região. A miséria causada pela seca, como elemento natural, soma-se à miséria imposta pela influência social, representada pela exploração dos ricos proprietários da região.

Sucesso no Brasil e no exterior, o filme ganhou, em 1964, os prêmios do Festival de Cannes (França) e da Organização Católica Internacional do Cinema (OCIC), concedido paralelamente aos principais festivais internacionais para obras que contribuam para o progresso espiritual e o desenvolvimento dos valores humanos. Em 1965, foi eleito o melhor filme da Resenha de Cinema de Gênova (Itália).

Homenagem à literatura

Neste mês, o Cineclube Henfil exibe ainda os filmes “Violeta foi para o céu” (23/10), biografia sobre a compositora chilena Violeta Parra; e “Poeta das sete faces” (30/10), documentário sobre o grande escritor brasileiro Carlos Drummond de Andrade. A Casa de Cultura fica na Praça Dr. Orlando de Barros Pimentel, no Centro.

Filme narra a história de uma família de retirantes do sertão que viaja para fugir da seca

Filme narra a história de uma família de retirantes do sertão que viaja para fugir da seca