A Prefeitura de Maricá convida os moradores a participarem, a partir desta sexta-feira (30/08), de uma série de quatro audiências públicas sobre a implantação do “Programa Municipal de Economia Solidária, Combate à Pobreza e Desenvolvimento Econômico e Social de Maricá”. A primeira audiência será realizada em Cordeirinho, a partir das 18h, na Escola Municipal Lúcio Thomé Guerra Feteira.

Nos encontros, os participantes receberão todos os esclarecimentos sobre a iniciativa, cuja principal medida será a criação da Moeda Social Mumbuca – alternativa ao Real para incremento do comércio local, erradicação da pobreza e desenvolvimento socioeconômico de comunidades de baixa renda. No dia 02/09, em Inoã, haverá a segunda audiência, na E.M Vereador Aniceto Elias, também às 18h. As demais serão realizadas no dia 04/09 na E.M João Monteiro, em Itaipuaçu; e no dia 06/09 no Esporte Clube Maricá, no Centro – no mesmo horário.

Numa carta aberta dirigida aos comerciantes e distribuída ao longo desta semana em diversos pontos da cidade, o Prefeito de Maricá, Washington Quaquá, convida todos os representantes de estabelecimentos comerciais para os debates, que servirão para o aprimoramento do programa, instituído em Lei (nº 2.448/2013) aprovada pela Câmara Municipal e já sancionada pelo Prefeito.

Segundo a secretaria municipal de Direitos Humanos e Cidadania, que coordena a realização do programa na cidade, a participação dos comerciantes é fundamental, já que a moeda social Mumbuca será viabilizada por meio de cartões de débito ou crédito para uso exclusivo em estabelecimento que aderirem ao programa.

As moedas sociais acumulam experiências de sucesso no Brasil, em cidades como Vitória, Vila Velha e Fortaleza – esta última considerada o berço das experiências nacionais com moedas comunitárias, por meio do Banco Palmas, criado no bairro Conjunto Palmeiras e legitimado pelo Banco Centro do Brasil. Com a Moeda Social Mumbuca em Maricá, a Prefeitura planeja incrementar as vendas no comércio local e criar alternativas de geração de renda para as famílias beneficiadas.